Pesquisa por expressão: e/ou por período: até  
Artigos por Autor:   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Artigos por Assunto    pixel

Nivaldo Cleto 
Contador. Sócio da Clássico Consultoria, Auditoria e Tecnologia Contábil. Consultor de Tecnologia da Informação do Conselho Federal de Contabilidade - CFC. Vogal da Jucesp - Representando a União. Conselheiro do Comitê Gestor da Internet do Brasil - CGIbr

Artigo - Federal - 2007/1502

A Nova Identidade do Profissional da Contabilidade - A Chave do Futuro da Profissão Contábil
Nivaldo Cleto*

Elaborado em 10/2007

O Conselho Federal de Contabilidade - CFC, com o propósito de aprimorar o atendimento aos profissionais da contabilidade de todo o Brasil, está lançando o novo modelo da Carteira de Identidade Profissional.

A Nova Identidade será fabricada em cartão rígido, com um dos mais modernos e avançados sistemas de segurança anti-fraudes e conterá um Chip Criptográfico onde o profissional poderá inserir a Certificação Digital, gratuitamente, através de uma parceria firmada entre o CFC e a Autoridade Certificadora AC Fenacon

Um dos principais objetivos para substituição da carteira provém da intenção de adequá-la aos novos tempos, isto é, à Era Digital, capacitando permanentemente os profissionais para enfrentar os desafios dos constantes avanços tecnológicos implantados pelo Governo Eletrônico, como por exemplo, o Sistema Publico de Escrituração Digital - SPED, que envolve o Livro Diário Digital, Nota Fiscal Eletrônica e os Livros Fiscais Eletrônicos Estaduais e em breve os Municipais.

Com a democratização do uso da certificação digital, que garantirá a identidade do profissional da contabilidade nas transações eletrônicas, será possível uma maior utilização dos serviços públicos que hoje são prestados nos balcões de atendimento.

Das Características da Nova Carteira

A nova carteira trará as seguintes características:

- cor verde;

- requisitos de segurança contra fraudes;

- chip criptográfico com espaço de 32 kb;

- gravação eletrônica no chip de dados cadastrais e de Certificados ICP-Brasil.

- Gravação dos dados variáveis, biográficos e biométricos a laser

-

-

Da Forma de Solicitar a Substituição da Carteira

O CRC enviará um informativo ao profissional explicando como o mesmo deverá solicitar sua Nova Identidade

O profissional preencherá os dados pela WEB e após validação on line será emitido um boleto de cobrança para pagamento das custas da nova carteira, fixada em R$ 35,00.

Em seguida deverá procurar o CRC ou delegacia mais próxima, aonde um representante do CRC irá colar a foto e realizar a coleta da impressão digital e assinatura no formulário, mediante apresentação de identificação.

Em até vinte dias, o fabricante enviará a Nova Carteira para a sede do CRC

Para obtenção gratuita do Certificado Digital e-CPF A-3 da AC Fenacon, após o recebimento da Nova Carteira nos CRCs ou Delegacias, o profissional receberá um comunicado no email cadastrado, o link da Autoridade de Registro Fenacon Certisign mais próxima, marcando o dia e hora para fazer a inserção da Chave dentro do chip da nova carteira. Essa validação deverá ser presencial. Consulte o sítio www.acfenacon.com.br.

Modelo de Requerimento da Carteira

Dos Benefícios da Nova Carteira

A Nova Carteira continuará sendo uma das opções para substituir o documento de identidade em todo o território nacional, com a vantagem de também demonstrar o exercício de formação e atividade profissional regular às autoridades fiscalizadoras.

Com os novos dispositivos de segurança anti-fraudes ficará praticamente impossível danificar, falsificar e deteriorar com o passar do tempo a carteira

Não haverá prazo de validade, segundo o fabricante a vida útil será de no mínimo 10 anos.

Será ilimitado o número de inserções de certificações digitais no Chip Criptográfico.

Com a inserção da Certificação Digital o profissional, como procurador de seus clientes, terá imediatamente uma já considerada gama de fantásticas possibilidades e benefícios , quais sejam :

- Receita Federal do Brasil - RFB

- Consulta à Situação Fiscal das Pessoas Físicas

- Consulta à Situação Fiscal das Pessoas Jurídicas com o e-CPF do responsável legal perante a Receita Federal, além do e-CNPJ

- Obtenção de cópias das DARFs recolhidas desde 1993

- RedarfNet - Retificar DARFs recolhidos com dados errados.

- Cópias de Declarações do Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (DIPJs e PJs)

- Cópias de DCTFs (Declaração de Créditos e Débitos de Tributos Federais) e DACONs (Declaração de Contribuições Sociais)

- Cópias de Declarações do Imposto de Renda de Pessoas Físicas

- Cópias de Declarações do Imposto de Renda na Fonte - DIRFs

- Procuração Eletrônica

Acompanhar o processamento da declaração do imposto de renda pessoa física (malha fiscal)

- Muitas pessoas físicas não recebem a restituição do Imposto de Renda em virtude de divergências entre os valores informados pelas fontes pagadoras (DIRF) e os declarados. Normalmente as delegacias da RFB, nestes casos não atendem os contribuintes alegando que os mesmos devem aguardar uma notificação da RFB, prazo esse que leva até quatro anos.

- Com a utilização da Certificação digital, as pessoas físicas tem acesso às restrições, podendo agilizar a regularização das pendências em tempo real. Exemplos: falta de lançamento de fontes pagadoras eventuais, resgate de seguro saúde, rendimento de serviços prestados por pessoas físicas e outros.

Fontes Pagadoras - as pessoas físicas e jurídicas desde o ano calendário 2006 podem pesquisar, antecipadamente, os valores que as empresas informaram para a RFB através da DIRF, antes da entrega definitiva das Declarações de Imposto de Renda.

Parcelamento eletrônico on-line de débitos Pessoas Físicas e Jurídicas

Agendamento eletrônico das Pessoas Físicas e Jurídicas, SAGA (*) para atendimento no balcão do CAC para resolver pendências.

Os contribuintes que ainda não possuem a Certificação digital, para serem atendidos no CAC, devem chegar aos locais durante as madrugadas para obterem uma senha de atendimento. Nas grandes capitais esses contribuintes são abordados por intermediários que vendem lugar na fila.

Com a Certificação digital eliminamos esses atravessadores.

Através do Agendamento eletrônico o sistema permite a escolha de diversos horários dentro do expediente da repartição.

Implantação do Sistema Público de Escrituração Digital - SPED

Nota Fiscal Eletrônica

Nas empresas que utilizam o sistema de NFe, todos os processos desde a emissão, validação e autorização de uso pelas autoridades tributárias são executados com a Certificação digital.

Livros Fiscais Eletrônicos

A escrituração fiscal das empresas, de todos os portes, de acordo com a legislação do SPED Fiscal, deverão a partir de janeiro de 2009 ser enviadas para o fisco através arquivos eletrônicos validados com a Certificação digital.

Livro Diário Eletrônico

1. O SPED Contábil validou recentemente um programa no qual o Livro Diário será importado, assinado pelo representante legal e Contador das entidades, validado, enviado em seguida para o repositório da RFB SPED, onde o processo de registro nas Juntas Comerciais será monitorado e convalidado eletronicamente. Tal obrigação, segundo informações do Comitê do SPED, será exigida para as empresas, consideradas grandes contribuintes a partir de 2008 (faturamento anual acima de 30 milhões).

DBE - Documento Básico de Entrada no CNPJ na Receita Federal sem a necessidade de assinatura com firma reconhecida, utilizando a Certificação digital.

Hoje para uma empresa atualizar ou cadastrar um CNPJ deve seguir os seguintes passos:

1. baixar um programa chamado CNPJ-PGD (no ato)

2. preencher os dados a serem cadastrados ou atualizados, (30 minutos)

3. gerar os dados, validar (5 minutos)

4. enviar para RFB convalidar, através do programa Receitanet (5 minutos)

5 .no ato do envio é gerado um protocolo para consulta eletrônica (no ato) após liberada a convalidação do cadastro (de uma a duas horas) o contribuinte

6. emite o papel chamado DBE

7. de posse do papel DBE, preenchido, colhe a assinatura do responsável legal,

8. reconhece firmas (dois dias)

9. em seguida anexa os documentos comprobatórios das alterações enviando através de SEDEX ou entregando pessoalmente no CAC mais próximo

10. após uma semana recebe a validação do cadastro ou respectiva exigência através da consulta eletrônica

11. Com a utilização da Certificação digital eliminamos a etapa 7 e 8 do processo, pois dessa maneira o contribuinte não precisa assinar e reconhecer firmas. No processo de envio, item iv, a inserção da assinatura com Certificação digital, suprime a necessidade da assinatura de próprio punho com reconhecimento de firmas.

Domicílio Tributário Eletrônico -

Autoriza a Secretaria da Receita Federal do Brasil a enviar comunicação de atos oficiais para a caixa postal eletrônica disponibilizada no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), no endereço, a qual será considerada domicílio tributário eletrônico.

Para convalidar a mudança do domicílio fiscal físico para a caixa postal eletrônica do e-CAC o contribuinte, após fazer o termo de adesão, deverá criar o hábito de semanalmente acessar a caixa postal no sistema e-CAC.

Cremos que essa rotina deverá ser muito bem avaliada pelo contribuinte, pois a partir de então corre o risco de receber uma intimação eletrônica e caso o mesmo não acesse a caixa postal por algum motivo de força maior, o processo corre sem o direito de recurso, podendo causar sérios danos.

Dentro desse mesmo procedimento a RFB estará disponibilizando em breve o sistema e-Processo, no qual os contribuintes poderão postar eletronicamente as defesas administrativas, onde o acompanhamento dos protocolados será feito de forma totalmente eletrônica e digitalizada.

SISCOMEX - Ao utilizar este serviço, o contribuinte certificado, habilitado como Responsável Legal pela empresa perante RFB poderá efetuar o credenciamento no Siscomex de outras pessoas físicas que atuarão como Representantes Legais dessa empresa na prática dos atos relacionados ao despacho aduaneiro.

Poder Judiciário

e-DOC - O sistema permite o envio eletrônico de documentos referentes aos processos que tramitam nas Varas do Trabalho dos 24 TRTs e no TST, através da Internet, sem a necessidade da apresentação posterior dos documentos originais. http://www.trt4.gov.br/edoc/ )

Um profissional da área de Perícia Judicial ou da área de Direito já pode protocolar eletronicamente as petições, os laudos periciais, ao processos iniciais, as contestações e todos os tipos de medidas judiciais, apenas com a utilização da Certificação digital A-1 ou A-3

Basta fazer uma inscrição no site do e-DOC com o seu e-CPF e a partir de então poderá protocolar tudo eletronicamente de forma digital

O sistema evita o transitar de pessoas e custos com locomoção, estadias e diárias. Uma economia indiscutível, além da agilidade processual.

Sistema Financeiro

Banco do Brasil - Proporciona ao correntista acessar a conta-corrente apenas com a utilização do Certificado Digital A-3

Com a utilização da Certificação Digital há um aumento automático no limite de movimentação dos pagamentos em conta corrente

Eliminamos uma série de senhas e contra-senhas, como por exemplo os famigerados OTP (One Time Password)

Sistema de contratos de câmbio - Agiliza a liberação de contratos de câmbio nas Instituições Financeiras

Governo Eletrônico

O SICAF é um Sistema automatizado de informações que viabiliza o cadastramento de fornecedores de materiais e serviços para os órgãos/entidades da Administração Pública Federal Direta, Autárquica e Fundacional, no âmbito do Sistema Integrado de Serviços Gerais - SISG. Segundo o Serpro em breve todos que acessarem esse sistema estarão obrigado a utilizar a Certificação digital

As Bolsas Eletrônicas de Comércio (BEC)

Mecanismo de compra que permite maior transparência e economia em compras realizadas por entidades governamentais vem adotando a Certificação digital como parte fundamental de sua infra-estrutura. Utilizado pelo Governo do Estado de São Paulo

Prefeituras - Secretaria das Finanças

Acesso ao sistema de Nota Fiscal Eletrônica da PMSP com e-CNPJ para as Pessoas Jurídicas e com e-CPF para os benefícios fiscais das Pessoas Físicas;

Juntas Comerciais

Livro Diário Eletrônico - SPED - Sistema Público de Escrituração Digital

Secretarias das Fazendas Estaduais

Nota Fiscal Eletrônica NF-e

Livros Fiscais Eletrônicos - SPED Fiscal - Escrituração Fiscal Digital

Cartório de Registro de Títulos e Documentos

Registro de Contrato Social e Alterações de Sociedades Simples, com utilização 100 % de Certificação digital. Projeto em desenvolvimento pela CRSEC - Central Registral de Serviços Eletrônico Compartilhados.

Concluímos que a Nova Identidade do Profissional da Contabilidade, expedida com as maravilhosas características funcionais da Certificação Digital, é a Chave do Futuro da Profissão Contábil, pois será através dela que os profissionais participarão da desmaterialização dos processos contábeis e fiscais.

A interação cada vez maior com sistemas digitais avançados, inegavelmente leva nossa categoria profissional a "surfar" por mares virtuais "nunca dantes navegados", nas ondas de um avanço tecnológico que veio para ficar, somente crescer e jamais retroceder.

É vencer o desafio ou morrer na praia.

 
Nivaldo Cleto*
CLIQUE AQUI para acessar o Vídeo Institucional do lançamento da Nova Identidade do Profissional da Contabilidade.

  Leia o curriculum do(a) autor(a): Nivaldo Cleto.



- Publicado em 23/10/2007



Todas as legislações citadas neste artigo estão disponíveis na íntegra no CHECKPOINT. Se você ainda não é usuário faça AQUI sua solicitação de acesso para degustação.

Veja também outros artigos do mesmo autor:

Veja também outros artigos do mesmo assunto:
· Sociedades em Conta de Participação - Aspectos Societários e Fiscais - Paulo Attie*
· Responsabilidade Profissional e Falácias em Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*
· Reforma da Lei das Sociedades Anônimas e a Má Qualidade nas ditas Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*
· A Reforma da Lei das Sociedades Anônimas e seus Impactos na Escrituração Contábil e nas Demonstrações Financeiras - Milton da Silva Pereira*
· Divergências na Convergência das Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*