Pesquisa por expressão: e/ou por período: até  
Artigos por Autor:   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Artigos por Assunto    pixel

Bartholomeu Nascentes Cabral 
Contabilista

Artigo - Federal - 2007/1459

Simples Nacional e as Empresas de Serviços
Bartholomeu Nascentes Cabral*

Elaborado em 06/2007

Pela exigüidade de prazos, nós, contabilistas, estamos trabalhando exaustivamente na preparação de cálculos para informar aos clientes sobre vantagens e desvantagens na opção por um dos três regimes: SIMPLES NACIONAL; LUCRO PRESUMIDO ou LUCRO REAL. Seja utilizando números reais ou simulados, todo esforço se apóia na intenção de, pelos caminhos legais, encontrar a menor carga de impostos para as ME e EPP.

Em nossas experiências pessoais, fomos surpreendidos com alguns resultados nos pré-cálculos que fizemos, e destacamos um deles que acreditamos ser importante divulgar.

Simulamos receitas e despesas com valores idênticos e aplicamos em empresas de prestação de serviços de diferentes atividades e encontramos uma disparidade de tributos entre uma agência de turismo e um escritório de contabilidade. Os impostos calculados para a atividade de escritório de contabilidade foram quase o dobro dos devidos para agência de turismo, conforme demonstrado na planilha abaixo, feita com base no que determina a LC 123/2006 e a Resolução CGSN Nº 05 de 30.05.2007.

 Agência de Viagem e Turismo  Escritório de Contabilidade
Nat. ImpostoBase CálculoAlíquotaImposto R$ Base CálculoAlíquotaImposto R$
IRPJ360.000,000,48%1.728,00 360.000,006,75%24.300,00
CSLL360.000,000,43%1.548,00 360.000,003,45%12.420,00
COFINS360.000,001,43%5.148,00 360.000,004,05%14.580,00
PIS360.000,000,35%1.260,00 360.000,000,75%2.700,00
Sub-total360.000,002,69%9.684,00 360.000,0015,00%54.000,00
INSS360.000,004,07%14.652,00 92.592,6020,00%18.518,52
ISS360.000,003,50%12.600,00 FIXO MENSAL  
Total360.000,0010,26%36.936,00 360.000,0020,14%72.518,52

Neste exemplo ambas empresas tem três sócios e três empregados, com o total de salários, retiradas PL e encargos atingindo a 29,5% sobre o valor bruto da receita.

As alíquotas empregadas nos cálculos acima foram obtidas das seguintes tabelas constantes da Resolução CGSN nº 05 - Diário Oficial (republicação) de 08.06.2007:

Tabela 1 do anexo III Seção III para Agência de Viagem;

Tabela 4 -Anexo V - Seção IV - para escritório de contabilidade.

Finalmente algumas dúvidas nos ocorrem quanto ao enfoque jurídico desta questão. Encontramos no artigo 150 da Constituição Federal o seguinte texto que a seguir transcrevemos:

" Art.150... é vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios ...

II - instituir tratamento desigual entre contribuintes que se encontrem em situação equivalente, proibida qualquer distinção em razão de ocupação profissional ou função por eles exercida, independentemente da denominação jurídica dos rendimentos, títulos ou direitos"

Destacamos em vermelho "contribuintes que se encontrem em situação equivalente" porque entendemos que todas as ME e EPP prestadoras de serviços, devam merecer tratamento igualitário, do mesmo modo como são tratadas igualitariamente as empresas comerciais e industriais.

Como leigos em assunto de natureza advocatícia, sugerimos ouvir a opinião de advogados tributaristas.

 
Bartholomeu Nascentes Cabral*

  Leia o curriculum do(a) autor(a): Bartholomeu Nascentes Cabral.



- Publicado em 09/07/2007



Todas as legislações citadas neste artigo estão disponíveis na íntegra no CHECKPOINT. Se você ainda não é usuário faça AQUI sua solicitação de acesso para degustação.

Veja também outros artigos do mesmo assunto:
· Fundamentos Constitucionais do Simples Nacional - Carlos Mauro Naylor*
· Fiscalização Municipal e Lançamento no Simples Nacional - Mauro Hidalgo*
· Simples Nacional - Locação de Bens Imóveis, Bonificações e Outras Receitas - Tributação - Fabio Rodrigues de Oliveira*
· Simples Nacional: Uma Análise dos Efeitos Financeiros nas Micro e Pequenas Empresas - Milton da Silva Pereira*
· Simples Nacional e a Incidência da Tabela III para as Empresas Prestadoras de Serviço de Imunização e Controle de Pragas - Reinaldo de Freitas Sampaio*