x
x
x
NPF CRE - PR 89/08 - NPF - Norma de Procedimento Fiscal COORDENAÇÃO DA RECEITA DO ESTADO - PR nº 89 de 13.10.2008

DOE-PR: 16.10.2008

SÚMULA: Disciplina os procedimentos relativos à adesão voluntária pela Escrituração Fiscal Digital - EFD.


 
Esta Norma de Procedimento Fiscal foi revogada pela Norma de Procedimento Fiscal nº 23 de 29.03.2010.

O DIRETOR DA COORDENAÇÃO DA RECEITA DO ESTADO, no uso das atribuições que lhe confere o inciso X do art. 9º da Resolução SEFA nº 88/2005, resolve expedir a seguinte Norma de Procedimento Fiscal:

Das Disposições Iniciais

1. Fica facultado aos contribuintes com estabelecimentos localizados neste Estado, o direito de optar pela Escrituração Fiscal Digital - EFD, prevista no Convênio ICMS 143/06, em substituição à escrituração fiscal manual ou por sistema eletrônico de processamento de dados. Será necessário o prévio credenciamento da empresa na Secretaria de Estado da Fazenda do Paraná - SEFA, nos termos fixados nesta Norma:

1 1. a EFD em arquivo digital constitui-se em um conjunto de escrituração de documentos fiscais e de outras informações de interesse do Fisco Estadual e da Receita Federal do Brasil, bem como no registro de apuração de impostos referentes às operações e prestações praticadas pelo contribuinte;

1.2. o início do processo de credenciamento dar-se-á por meio do "Requerimento pela Adesão Voluntária à Escrituração Fiscal Digital - EFD", formalizado pela empresa;

1.3. previamente à formalização do requerimento, a empresa deverá estar ciente de toda a documentação disponível no Portal Nacional do SPED-Fiscal, no endereço http://www1.receita.fazenda.gov.br/sped-fiscal/legislacao.htm, notadamente da legislação aplicável e das especificações técnicas para a geração de arquivos da EFD, aprovadas por Ato COTEPE;

1.4. a adesão voluntária abrange todos os estabelecimentos ativos da empresa no território paranaense;

1.5. esta opção é de caráter irretratável, vedada a alteração posterior da forma de escrituração fiscal.

Do Requerimento

2. O requerimento a que se refere o subitem 1.2 deverá ser preenchido conforme modelo constante no Anexo desta NPF e protocolizado na Agência da Receita Estadual - ARE da jurisdição do contribuinte.

3. A ARE que recepcionar o requerimento deverá proceder da seguinte forma.

3. 1. verificar se todos os estabelecimentos da empresa ativos no Cadastro de Contribuintes do Estado foram relacionados;

3.2. verificar se os dados do representante legal da empresa foram preenchidos corretamente e se a assinatura está com firma reconhecida;

3.3. protocolizar no Sistema Integrado de Documentos - SID e encaminhar o processo à Inspetoria Geral de Fiscalização - IGF / Setor UEE para análise.

4. O deferimento do pedido é um ato de liberalidade da SEFA, de competência da IGF, e será concedido a seu critério exclusivo:

4.1. em sendo deferido, a IGF remeterá o processo à ARE de origem para ciência ao ( continua ... )

Clique e Leia a íntegra deste documento.


Assine aqui Acesso gratuito por 7 dias


Busca Avançada
Área:
  • Todas
  • Federal
  • Trab/Prev

Ajuda: como pesquiso frases ou expressões?