x
x
x
C-Circ. BACEN 3.260/06 - C-Circ. - Carta-Circular BANCO CENTRAL DO BRASIL - BACEN nº 3.260 de 29.12.2006

D.O.U.: 03.01.2007

Esclarece acerca de procedimentos relativos à Circular 3.290, de 2005, que dispõe sobre a identificação e o registro de operações de depósitos em cheque e de liquidação de cheques depositados em outra instituição financeira, bem como de emissões de instrumentos de transferência de recursos.


Em face de dúvidas suscitadas por instituições do mercado financeiro acerca de dispositivos constantes da Circular 3.290, de 5 de setembro de 2005, que estabelece procedimentos a serem observados com relação à identificação e ao registro de operações de depósitos em cheque e de liquidação de cheques depositados em outra instituição financeira, bem como de emissões de instrumentos de transferência de recursos, esclarecemos que:

I - para efeito do disposto no art. 1º, inciso II, do referido normativo, entende-se por operação simultânea o depósito realizado imediatamente após o saque, à vista do operador do caixa, o qual tem condições, dessa forma, para registrar a origem dos recursos em espécie assim depositados, observado que a obrigação de registro permanece mesmo na realização de várias operações simultâneas, sempre que for realizado saque em espécie e, em seguida, o depósito, integral ou parcial, desses recursos em conta de depósitos indicada pelo interessado;

II - apesar de o registro de informações pertinentes a cheques sacados no caixa não estar abrangido pela mencionada circular, cabe à instituição sacada, nos saques em valor superior a R$ 100,00 (cem reais), colher o endosso-recibo e registrar o documento de identidade do beneficiário no verso do cheque;

III - além dos instrumentos de transferência de recursos citados nos arts. 2º e 3º - cheque administrativo, cheque ordem de pagamento, ordem de pagamento, Documento de Crédito (DOC) e Transferência Eletrônica Disponível - TED -, devem ser objeto dos registros de que tratam aqueles artigos as transferências de recursos realizadas de forma eletrônica diretamente entre contas mantidas em uma mesma instituição, bem como quaisquer transferências realizadas mediante utilização de novos instrumentos da espécie que venham a ser criados;

IV - o valor de R$1.000,00 (um mil reais), citado no art. 2º da norma em questão, deve ser considerado para cada operação praticada, sem prejuízo do registro das operações em seu montante, mesmo de valor inferior, quando configurarem transações em série, que, por sua habitualidade e forma, possam ter o objetivo de burlar a exigência do registro das informações, em conformidade com os controles requeridos na forma da ( continua ... )

Clique e Leia a íntegra deste documento.


Assine aqui Acesso gratuito por 7 dias


Busca Avançada
Área:
  • Todas
  • Federal
  • Trab/Prev

Ajuda: como pesquiso frases ou expressões?