x
x
x
LC Mun. Santos/SP 585/06 - LC - Lei Complementar do Município de Santos/SP nº 585 de 20.12.2006

DOM-Santos: 21.12.2006

Dispõe sobre a concessão de desconto para pagamento de débitos inscritos na Dívida Ativa do Município, que especifica e dá outras providências.


JOÃO PAULO TAVARES PAPA, Prefeito Municipal de Santos, faço saber que a Câmara Municipal aprovou em sessão realizada em 14 de dezembro de 2006 e eu sanciono e promulgo a seguinte :

LEI COMPLEMENTAR:

Art. 1º Os débitos de qualquer natureza, até o ano base 2004, inclusive e inscritos na dívida ativa do Município até o exercício de 2005, em qualquer fase de cobrança, poderão ser pagos com os seguintes descontos:

I - 90% (noventa por cento) do valor da multa moratória;

II - 90 % (noventa por cento) dos juros de mora.

§ 1º. O benefício previsto neste artigo alcança os pagamentos efetuados integralmente e à vista, e as quitações de saldo de parcelamento, desde que efetuados no prazo de 30 (trinta) dias, a contar da vigência desta lei complementar.

§ 2º. Para os débitos que se acham com parcelamento em curso, o desconto incidirá somente sobre os juros e a multa remanescentes.

§ 3º. Na hipótese de débito ajuizado fica o devedor obrigado ao recolhimento das custas judiciais e demais encargos decorrentes do procedimento judicial.

Art. 2º Para fins de arrecadação dos débitos referidos no artigo 1º desta lei complementar, fica o Poder Executivo, por intermédio de seu órgão competente e por instituições bancárias previamente credenciadas, autorizado a emitir boletos de cobrança bancária, encaminhando-os ao domicílio tributário dos devedores, podendo ainda, franquear a emissão do documento pela Internet.

Art. 3º O disposto nesta lei complementar não se aplica aos créditos tributários derivados de infrações praticadas com dolo, fraude, simulação ou de isenção de imunidade concedidas ou reconhecidas em processo eivado de vícios, bem como aos de falta de recolhimento de tributo retido pelo contribuinte substituto, na forma da legislação pertinente.

Art. 4º A fruição do desconto previsto nesta lei complementar, na forma e prazo nela previstos, não confere direito à restituição ou compensação de importância já paga, a qualquer título e em qualquer tempo.

Art. 5º Os débitos alcançados por esta lei complementar ficam excluídos da incidência de juros moratórios de 1% (um por cento) ao mês pelo prazo de 30 (trinta) dias, contados a partir da data de vigência desta lei complementar, desde que a quitação se faça no prazo previsto no parágrafo 1º do artigo 1º.

Art. 6º Esta lei complementar entra em vigor na data da publicação, revogadas as disposições em contrário.

Registre-se e publique-se ( continua ... )

Clique e Leia a íntegra deste documento.


Assine aqui Acesso gratuito por 7 dias


Busca Avançada
Área:
  • Todas
  • Federal
  • Trab/Prev

Ajuda: como pesquiso frases ou expressões?