x
x
x
Aplicação financeira de renda fixa e variável - Contabilização - Roteiro de Procedimentos

Roteiro - Federal - 2016/4854

Sumário

Introdução

I - Classificação contábil

II - Contabilização do investimento em aplicação financeira de renda fixa

III - Contabilização do investimento em aplicação financeira de renda variável

IV - Apropriação do rendimento pelo regime de competência

V - Registro do Imposto de Renda Retido na Fonte - IRRF

VI - Ajuste das aplicações a valor de mercado

Introdução

As aplicações financeiras representam a compra de um ativo financeiro, na expectativa de que, no tempo, produza um retorno financeiro ou seja, espera-se não só obter o capital investido, como também um excedente, a título de juros ou dividendos.

Os investimentos de renda fixa são aplicações financeiras em títulos de renda fixa, que podem ser classificados segundo dois critérios:

a) quanto ao tipo de emissor do título, entre públicos (Governo) e privados (Empresas);

b) quanto à rentabilidade do título, em pré-fixados e pós-fixados.

Rendimentos pré-fixados são aqueles cuja rentabilidade (nominal) o investidor conhece previamente, sendo a taxa de retorno da aplicação acertada previamente, no momento da aplicação.

Nas aplicações pós-fixadas ocorre o inverso, só se conhece o retorno (rentabilidade) da aplicação na data de vencimento e a rentabilidade varia de acordo com as oscilações das taxas de juros.

Quem investe em renda fixa está comprando um título de dívida, isto é, empresta dinheiro ao emissor do papel, que em troca lhe paga juros até a data de vencimento desse papel, quando ocorre o resgate do ( continua ... )

Clique e Leia a íntegra deste documento.


Assine aqui Acesso gratuito por 7 dias


Busca Avançada
Área:
  • Todas
  • Federal
  • Trab/Prev

Ajuda: como pesquiso frases ou expressões?