x
x
x
ICMS/SP - Redução da base de cálculo - Produtos têxteis e confecções - Roteiro de Procedimentos

Roteiro - Estadual - 2013/3632

Sumário

Introdução

I - Produtos têxteis

II - Redução da base de cálculo

III - Condições

IV - Manutenção do crédito

Introdução

A legislação paulista atribui tratamento fiscal diferenciado às operações, com alguns produtos têxteis, realizadas dentro do território paulista, desde 1º de setembro de 2003, conforme determinava o artigo 400-C do RICMS/SP.

Em sua redação original, dada pelo Decreto nº 48.042/2003, referido artigo determinava o diferimento do lançamento do imposto, na proporção de 33,33% (trinta e três inteiros e trinta e três centésimos por cento), nas operações praticadas pelas indústrias com os produtos classificados nos capítulos 50 a 58 e 60 a 63, exceto os produtos das posições 5001 a 5003, 5101 a 5105, 5201 a 5203, 5301 a 5305, 5505, 5601, 5604, 5607, 5608, 5609, 6305, 6306, 6309 e 6310, todos da Nomenclatura Brasileira de Mercadorias do Sistema Harmonizado - NBM/SH.

Devido aos benefícios relativos ao ICMS concedidos por outras Unidades da Federação e pela "invasão" de produtos têxteis oriundos do exterior, o Governo do Estado de São Paulo atendeu a reivindicação das entidades representativas do setor têxtil, e ampliou o diferimento do imposto a outros produtos utilizados na cadeia têxtil e de confecção, e permitiu que o percentual do valor diferido seja de 61,11% (sessenta e um inteiros e onze centésimo por cento), conforme redação trazida pelo Decreto nº 55.652/2010.

Entretanto, o ( continua ... )

Clique e Leia a íntegra deste documento.


Assine aqui Acesso gratuito por 7 dias


Busca Avançada
Área:
  • Todas
  • Federal
  • Trab/Prev

Ajuda: como pesquiso frases ou expressões?