Pesquisa por expressão: e/ou por período: até  
Artigos por Autor:   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Artigos por Assunto    pixel

Adolpho Bergamini 
Advogado sócio do Bergamini Advogados Associados, professor e Juiz do Tribunal de Impostos e Taxas de São Paulo (TIT/SP).

Artigo - Estadual - 2008/0164

Não Incidência do ICMS sobre Transporte de Mercadoria Destinada à Exportação
Adolpho Bergamini*

Elaborado em 03/2008

De acordo com o artigo 3º, inciso II, da Lei Complementar nº 87/96, o ICMS não incide sobre operações e prestações que destinem ao exterior mercadorias, inclusive produtos primários e produtos industrializados semi-elaborados, ou serviços, entre os quais se inclui obviamente o transporte interestadual e/ou intermunicipal que apenas destine mercadoria ao mercado externo, não necessariamente leve a mercadoria para o estrangeiro.

A adoção de posicionamento diverso a este é deveras relevante à desoneração das operações de exportação: nesta hipótese, as operações de empresas que remetem suas mercadorias destinadas à exportação para portos e/ou aeroportos, ou ainda que operam com empresas comerciais exportadoras, são oneradas pelo ICMS incidente sobre o transporte destas mercadorias a estes locais.

Alguns tribunais administrativos caminham na trilha do que dispõe o artigo 3º, inciso II, da Lei Complementar nº 87/96, como o faz, por exemplo o Conselho de Contribuintes do Estado de Minas Gerais que, ao se deparar com a matéria, vejamos:

PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS - PRESTAÇÃO INTERESTADUAL - MERCADORIA DESTINADA A EXPORTAÇÃO - Em se tratando a operação de circulação de mercadoria de saída para o exterior de produto industrializado, a prestação de serviço de transporte a ela relativa também se caracteriza como internacional, não sendo, pois, alcançada pela Incidência do ICMS, devido ao fato de não haver previsão legal para a sua cobrança. Impugnação procedente. Decisão pelo voto de qualidade. (CC-MG - Ac. 11.8777 / 97 / 2ª - Relª Luciana Mundim de Mattos Paixão - DOU 24.09.1997, rep. 30.09.1997)

Mas os Fiscos Estaduais em geral entendem que incide o ICMS sobre a prestação de serviço de transporte interestadual de mercadorias destinadas à exportação ou à empresa comercial exportadora, já que realizado dentro do território nacional. Fundamentam-se inciso II do artigo 2º da LC nº 87/96.

É o caso, por exemplo, da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo que, na Reposta à Consulta nº 20/05, entendeu o seguinte: "quando o trajeto envolver mais de um Município, configura-se uma prestação de serviço de transporte intermunicipal ou interestadual, já que essa prestação autônoma não está destinando mercadorias diretamente ao exterior e seus efeitos se exaurem dentro do território nacional", porquanto "a prestação de serviço de transporte internacional é aquela efetuada "porta a porta", por um mesmo transportador, desde um ponto situado dentro do território nacional até outra fora do território nacional.".

Mas o STJ pôs abaixo este entendimento em recente decisão. De acordo com a decisão proferida no EREsp nº 710.260/RO (julgado em 27/02/08 e divulgado no Informativo STJ nº 346 - 25 a 29 de fevereiro de 2008), a 1ª Seção do STJ entendeu que não incide o ICMS na operação de transpor interestadual de produto destinado ao exterior.

Segundo esta decisão, à configuração do transporte de mercadoria destinada à exportação não é necessário que o transportador entregue a mercadoria de um ponto do território nacional a um outro no exterior. Basta que a destinação da mercadoria seja ao exterior, independentemente de o transporte, em si, não levar a mercadoria para fora do país.

Este julgamento é importante porque é o primeiro da 1ª Seção nesse sentido. Com esta pacificação, as empresas que remetem diretamente suas mercadorias destinadas à exportação para portos e/ou aeroportos, ou ainda que operam com empresas comerciais exportadoras, podem pleitear a completa desoneração desuas operações de venda ao exterior.

 
Adolpho Bergamini*

  Leia o curriculum do(a) autor(a): Adolpho Bergamini.



- Publicado em 22/08/2008



Todas as legislações citadas neste artigo estão disponíveis na íntegra no CHECKPOINT. Se você ainda não é usuário faça AQUI sua solicitação de acesso para degustação.

Veja também outros artigos do mesmo autor:

Veja também outros artigos do mesmo assunto:
· Representação Fiscal para Fins Penais e a Portaria CAT 5/2008 - ICMS e IPVA - Ataíde Marcelino Júnior*
· A Tributação, Eletrônico-Digital, levando-se em Conta o ICMS: Algumas Provocações Acerca do Fato Gerador e do Fundo de Comércio Virtual, com Base no Hodierno Estado de Conhecimento - Luiz Edmundo Celso Borba*
· O ICMS na Proposta de Reforma Tributária Frente os Problemas do Federalismo Fiscal Brasileiro - Empecilhos de uma Harmonização Tributária - Marcell Feitosa Correia Lima*
· Estado de Minas Gerais Aceita Pagamento de ICMS com Precatórios - Roberto Rodrigues de Morais*
· ICMS/SP - Prestação de Serviços de Transportes - Decreto Estadual 53.258/2008 - José Antonio Pacheco*