Pesquisa por expressão: e/ou por período: até  
Artigos por Autor:   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Artigos por Assunto    pixel

Antônio Lopes de Sá 
Vice Presidente da Academia Nacional de Economia. Presidente da Associação Internacional de Contabilidade e Economia. Medalha de Ouro João Lyra máxima comenda outorgada a um Contador pelo Conselho Federal de Contabilidade. Autor de 176 livros e mais de 13.000 artigos publicados no Brasil e no Exterior.

Artigo - Federal - 2005/1141

Lições Eternas
Antônio Lopes de Sá*

Elaborado em 08/2005.

Vivemos aprendendo a cada momento.

A cultura é um mosaico que nunca termina de ser composto.

Por maior que alguém seja inteligente, por mais pendor que tenha para alguma especialidade, nunca pode dizer que completou o curso de seu aprendizado.

Mesmo os gênios precisam de outros sábios para começar a manifestar o que potencialmente possuem ou aperfeiçoar o que já sabem.

Não existe liberdade onde o princípio da aberta escolha não se faz presente e nem é possível criar uma nação sem cultura.

Tolher a alguém o direito de eleger o que pretende no campo da educação, impedir um ser de acrescentar valor à vida, é o maior de todos os crimes, uma prova de desamor e tirania.

É um desrespeito ao ser humano o dirigismo no campo da idéia quando este se fundamenta no ferrolho da vocação.

Quando Rafael Sanzio sentiu-se inclinado às artes, orientado por seu pai, não recebeu senão incentivo, este que o levou a ser discípulo de outro gênio e que foi Perugino.

De tal forma absorveu as lições que até especialistas tinham dificuldades em identificar se a obra era do mestre ou do aluno.

A sede de saber, todavia, levou o jovem Rafael a sorver outras influências, estas de Michelangelo e Leonardo da Vinci, seus coevos.

Somou-se ao gênio a força de outros gênios e foi tal somatório que nos legou peças que até hoje nos extasiam os olhos quando visitamos, por exemplo, as salas do Vaticano.

O mural "Academia de Platão" é um exemplo de perfeição na arte.

Tivesse Rafael vivido mais e mais teria feito.

Tão notável foi a contribuição que deixou que em seu túmulo, no Panteón de Roma, ao mesmo se dedicou um epitáfio singular: "Aqui jaz Rafaello Sanzio. Quando ele viveu a natureza teve medo que ele a superasse; quando ele morreu a natureza teve medo de morrer com ele".

Não tivesse o gênio feito treinamento acurado, não tivesse mestres em quem se espelhar e não teria, também, chegado aonde chegou.

Li, há dias, um artigo do mestre Waldemar Dornas Pereira intitulado: Estágio um direito de cidadania, competente para reforçar toda esta forma de entender que nestes textos lembro.

Acentua o valoroso professor que a educação é um dever do Estado, citando a Constituição.

Em um País como o nosso, todavia, onde bilhões se vertem em mordomias e improdutividade, em burocracia e corrupção, a advertência do professor Dornas tem um tom grave e nos inspira tristeza.

Em vez de prestigiar-se o ensino, o que hoje estamos vendo é o descaso para com o mesmo, neste País onde um professor, um autor de obras de cultura, paga mais imposto que um especulador financeiro.

Nunca é demasiado lembrar, todavia, que mesmo diante de tanta desordem em matéria de valores sociais resta-nos o dever de cumprir a nossa parte.

É por isto que sigo lecionando, escrevendo, acrescentando à ciência rumos em direção ao progresso cultural das disciplinas que tomei como responsabilidade de vida.

É preciso viver de acordo com objetivos virtuosos, ainda quando muitas coisas nos desestimulam a pratica da virtude.

 
Antônio Lopes de Sá*

  Leia o curriculum do(a) autor(a): Antônio Lopes de Sá.



- Publicado em 31/10/2005



Todas as legislações citadas neste artigo estão disponíveis na íntegra no CHECKPOINT. Se você ainda não é usuário faça AQUI sua solicitação de acesso para degustação.

Veja também outros artigos do mesmo autor:

Veja também outros artigos do mesmo assunto:
· Sociedades em Conta de Participação - Aspectos Societários e Fiscais - Paulo Attie*
· Responsabilidade Profissional e Falácias em Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*
· Reforma da Lei das Sociedades Anônimas e a Má Qualidade nas ditas Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*
· A Reforma da Lei das Sociedades Anônimas e seus Impactos na Escrituração Contábil e nas Demonstrações Financeiras - Milton da Silva Pereira*
· Divergências na Convergência das Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*