x
x
x

Artigos

Pesquisa p/ expressão: e/ou por período: até          · Como Pesquisar?
Artigos por Autor:   A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z

Artigos por Assunto    pixel

imprimir Imprimir enviar por email Enviar por E-mail Compartilhe: facebook mais
curriculoCarla Cristina Tasso 
Contadora. Mestranda na área pela FUCAPE - ES

Artigo - Federal - 2005/0980

A Importância da Contabilidade na Estratégia das Empresas
Carla Cristina Tasso*


  Avalie este artigo

Uma frase de Carlos Gilberto Julio reflete com maestria o desafio que encontramos ao nos embrenhar na floresta do gerenciamento: "Há duas maneiras de se fracassar num negócio. Ou se está num negócio errado ou se tem um mau gerenciamento".

Num primeiro momento sugerimos aos empreendedores que falta estratégia e, num segundo o gerenciamento da operação.

Identifica-se no passar dos anos uma crescente complexidade do ambiente organizacional tanto interno quanto externo, dificultando a elaboração de uma estratégia empresarial.

Nas operações de cada atividade são requeridas compreensão e habilidade na aplicação de fatores que interagem entre si, bem como a vasta informação sobre os mesmos.

As expressões " estratégica e informação" devem representar significado uniformes. A velocidade com que o conhecimento vai mudando vem aumentando e muito. Isso gera um enorme impacto na permanência das empresas no mercado atual, portanto, é crucial manter uma equipe em contínuo aperfeiçoamento, os clientes exigem isso, caso contrário trocam de fornecedor.

Precisamos de algo que se apresente em meios e objetivos composto de planos e metas, formando-se um indicador dos negócios da empresa e dos meios para reagir às mudanças ambientais.Todos esses fatores que são imprescindíveis para orientar o comportamento de uma organização, chamamos de estratégia.

Ansoffi diz que a estratégia consiste em um mix de produto/ mercado.

O ambiente atual de informações em relação aos produtos e serviços exige novas capacidades para assegurar o sucesso competitivo. Precisa-se, portanto, conhecer a organização sobre vários focos:

- Processos Internos

- Clientes

- Finanças

- Aprendizado

Ter um plano estratégico é diferenciar-se dos concorrentes, manter-se no negócio abrindo-lhe novos horizontes.

Podemos representar estratégia numa organização como:

Ao ______________________________________________ A1

Hoje Estratégia Amanhã

Ao = Início

_____ = Estratégia

A1 = Resultado Almejado

Atualmente todas as informações necessárias para o processo de gerenciamento do negócio de uma organização estão limitadas a relatórios econômico-financeiros tradicionais, elaborados de acordo com a necessidade do mercado, chamados de demonstrações contábeis.

Na Contabilidade tradicional há dificuldade em atribuir valor financeiro confiável a alguns ativos como: processos, habilidades, lealdade, flexibilidade, estes difíceis de se mensurar em balanços e demonstrações de resultado. Porém, são esses ativos que produzem capacidade para desenvolver o sucesso de uma organização.

As Organizações possuem na contabilidade uma ferramenta que pode ser utilizada na gestão estratégica a curto ou longo prazo, que viabiliza alguns processos:

- Podemos citar: o controle dos custos através dos métodos de custeio; o Balanced Scorecard - BSC, a Teoria das restrições - TOC e outros dependerá do objetivo da organização.

Dentre as ferramentas citadas o BSC é atualmente a que consegue reunir um grupo com mais de informações de caráter estratégico aliadas as contábeis.

O BCS é um sistema de gestão estratégica, que parte da estratégia da empresa para definir um conjunto de indicadores e mecanismos para gerenciar as ações em direção aos objetivos da organização. Sendo o BSC um sistema de informação, comunicação e aprendizado. No curto prazo a contabilidade financeira reporta cortes de custos como aumento de lucro, mesmo que leve a perda da capacidade de gerar receitas no médio e longo prazo.

O BSC gera informações que planejam a perspectiva financeira, de mercado, aprendizagem e crescimento da empresa.

A contabilidade gera todas as informações necessárias para este planejamento visando a melhoria continua dos resultados das unidades de negócios da empresa.

A elaboração do BSC deve ser elaborada em etapas da seguinte forma:

- Arquitetura do programa de medição;

- Definição dos objetivos estratégicos;

- Escolha os indicadores estratégicos;

- Elaboração dos planos de implementação.

Podemos abordar a estratégia conforme o diagrama:

Todo processo de decisão implica em uma escolha. A contabilidade gera informações para tomada de decisão, é uma ferramenta importante para o alcance dos objetivos empresariais e conquistas das estratégias elaboradas.

Muitas empresas não sabem qual a finalidade dela e simplesmente a utilizam para atender o fisco ou instituições financeiras, ficando para segundo plano a busca de informações gerenciais para auxílio no processo decisório.

Sabemos que um dos maiores problemas encontrados nas empresas estão alocados nos custos: Como reduzir? Como aplicar? Como operar?

Através do sistema contábil podemos identificar estas necessidades e soluções, e é neste momento que retorna a ferramenta da estratégia.

A contabilidade torna-se cada vez mais a ponte para o sucesso dos negócios. No entanto, não basta apenas traçar metas para cortar custos, ou simplesmente desenvolver sistemas para implantação nas empresas, antes deve ser identificado um Gestor Contábil, e que este estabeleça uma relação de confiança mutua interagindo com o empresário, para que seja edificado que tipo de informação que o mesmo necessita e que problemas esta enfrentando.

O que geralmente tem ocorrido é que por falta desta visão vários sistemas de gerenciamentos ainda que por mais excelentes que sejam fracassam. É que os sistemas oferecidos trazem a visão de que a empresa deve se adequar a eles quando deveria ser o contrário, todo sistema precisa ser adequado à estrutura da empresa ou o mesmo não será eficiente e eficaz.

O Profissional contabil é plenamente capaz de identificar qual é a necessidade de informação do empresário, pois vive e conhece a empresa em todos os seus aspectos, acompanhado e analisando as mutações do patrimônio.

Portanto, antes de se traçar qualquer meta, a estratégia empresarial é de suma importância saber, que tipo de informação o empresário deseja. Para que o sistema a ser desenvolvido possa surtir efeitos e contribuir na estratégia da empresa.

 
Carla Cristina Tasso*

  Leia o curriculum do(a) autor(a): Carla Cristina Tasso.



- Publicado pela FISCOSoft em 08/04/2005

FISCOSoft no Twitter
Acompanhe pelo Twitter:
Artigos na FISCOSoft


A FISCOSoft não é responsável pelo conteúdo dos textos assinados. As opiniões contidas nos artigos assinados não correspondem necessariamente ao posicionamento do Site, e sua publicação não representa endosso de seu conteúdo. Advertimos, ainda, que o leitor deve ter em mente que o conteúdo pode não estar atualizado com legislação que, eventualmente, tenha sido editada posteriormente à data de elaboração indicada no Artigo.

É proibida a reprodução dos textos publicados nesta página sem permissão do autor e vedada a sua reutilização em outras publicações sem permissão do Site. Os infratores estão sujeitos às penas da Lei nº 9.610/98.

Citações de textos devem ser acompanhadas da indicação da FISCOSoft como fonte, necessariamente com link para www.fiscosoft.com.br, no caso de mídia eletrônica.
Avaliação do Artigo
Por favor, selecione uma nota!

Gostaríamos muito de receber sua avaliação sobre
este artigo.

Ajude-nos a servi-lo cada vez melhor!
Insira seu comentário sobre esse Artigo no Fórum FISCOSoft:
Comentário:

Clique e faça seu Login para poder inserir seu comentário aqui.

Seu comentário ficará disponível no Fórum FISCOSoft imediatamente após o envio.
Clique aqui e veja outros comentários inseridos no Fórum da FISCOSoft.




Veja também outros artigos do mesmo autor:
Veja também outros artigos do mesmo assunto:
· Sociedades em Conta de Participação - Aspectos Societários e Fiscais - Paulo Attie*
· Responsabilidade Profissional e Falácias em Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*
· Reforma da Lei das Sociedades Anônimas e a Má Qualidade nas ditas Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*
· A Reforma da Lei das Sociedades Anônimas e seus Impactos na Escrituração Contábil e nas Demonstrações Financeiras - Milton da Silva Pereira*
· Divergências na Convergência das Normas Internacionais de Contabilidade - Antônio Lopes de Sá*



Voltar para página inicial| Voltar | Voltar ao topo | Imprimir | Enviar por e-mail